domingo, maio 11, 2008

Lúcida

te vi partir,
a cidade não parou
os sinais continuaram sendo vermelho
o sol nascendo
os pobres empobrecendo.

as ruas não foram interditadas
nem se fez
um minuto de silêncio
o sino não tocou
o país ainda não fala bom dia
os postes continuam por beijar
a solidão da rua
com luzes de melancolia.

e então tudo o que tenho pra dizer
é que os dias estão indo
a chuva nos desvaindo
minhas mãos sem as tuas
meu corpo sem abraços
meus nervos sem aço.

Sobre túmulos e espinhos
Distância e passos vazios
Te falo frágil,sem lágrimas
Que sobram flores e rosas
não mais regadas.

7 comentários:

rosa disse...

nenem lindaa

Yara disse...

que triiiste...

Rafael J. Albuquerque disse...

"o país ainda não fala bom dia
os postes continuam por beijar
a solidão da rua
com luzes de melancolia."

Gosto disso. Agora que eu li o blog todo posso dizer que tá legal demais aqui, depois me dá o endereço da fonte, ok? vou pedir o da jéssica também. hehehe beijos.

Júlia Normande disse...

assim me matas :~

Estêvão dos Anjos disse...

http://www.orkut.com/Profile.aspx?uid=6844809523590624659

add la entao

:**

Leila Saads disse...

Aproveito a deixa de n.j.marabuto (http://suaveexaspero.blogspot.com/2008/05/s-de-copas.html) para dizer que a beleza está nos olhos de quem vê. Quanto a alma está bem até as coisas mais banais tornam-se lindas.

Beijos!

* hemisfério norte disse...

Nem sempre é bom ficar............
bjs
a.
http://miniminimos.blogspot.com/