quinta-feira, agosto 28, 2008

Escambo

-Dê-me um acorde
Não mais que um
Porém o completo.
Peço-te os três tons e meio
E mais nenhuma nota
E mais nenhum acorde.
Mas peço - ti
O mais completo.

-Dou-te o acorde que me pede
Em troca recebo a chave
Para dedilhar as primeiras cordas
Da fechadura dessa escuridão
Mas não prometo te proteger
Dessa imensidão.

-Quebrei a chave em notas
Só poderá dedilhar
Se calcular o tempo
Da conjugação
De cada palavra morta.


-então,
Prossigo sem o semitom
Semeando um único tom
Desse estranho dom.
Adeus!

julho 2007

2 comentários:

Yara disse...

Não troco não vendo:

este teu acorde
que acorda a escuridão

o tom deste adeus:
um aceno dedilhado

J.F. de Souza disse...

oraora... muito intereaante...